Notícia

Mesa redonda “Chinca em comunhão”

Fusagasugá (Colômbia) Immagine correlata a Mesa redonda “Chinca em comunhão”

Fusagasugá (COL). De 8 a 10 de outubro na casa Villa Maria, da Inspetoria Nossa Sra. do Rosário de Chiquinquirá, realizou-se o 1º encontro interâmbitos com o tema: “Mesa redonda, Chinca em comunhão”, da qual participaram os representantes das 13 comunidades da Inspetoria, além daquelas dos colégios da Fundação Educacional Dom Bosco e do Colégio Ensueño de Bogotá.

Deste encontro participaram não só as FMA responsáveis de cada âmbito em nível local (educação, comunicação, pastoral, catequese, administração, Família Salesiana), mas houve também uma consistente presença de leigos com os quais se compartilha a missão educativa e evangelizadora.

Foi, sem dúvida, uma verdadeira mesa de intercâmbio, enriquecida com gestos de fraternidade, de simplicidade e de receptividade, reflexo de uma Inspetoria que se sente inteiramente Instituto e Igreja, com a incumbência de ser portadora do amor de Deus, especialmente para os jovens.

A sinergia marcou os dias nos momentos de oração, reflexão e socialização como Família Salesiana Chinca e, na comparação, foi descoberto que somos chamados a um novo estilo de comunhão e relacionamento mútuo para seguir o carisma salesiano, enriquecendo-o.

Este novo estilo caracterizado pela sinodalidade, como pediu o Papa Francisco e o documento do Capítulo Geral XXIV, exige novos caminhos de formação e de animação a serem percorridos nas obras. Assim, foram criadas equipes para cada âmbito, que reforçarão e facilitarão a animação da Inspetoria. Cada uma seguirá o próprio programa de ação para este tempo, levando em consideração o planejamento que parte do CG XXIII, com as três opções – transformadas pelo encontro, junto com os jovens, missionárias de alegria e de esperança – e os desafios surgidos de cada comunidade na visita prévia do Conselho Inspetorial. Em tudo isto apareceu aquela que deve ser toda a gestão dos ambientes: a formação e a comunicação em toda a Inspetoria, que devem suscitar experiências válidas.

A mesa redonda abriu caminhos para alargar o olhar e retomar a caminhada com entusiasmo, fé e esperança, com o compromisso de uma formação comum mais incisiva, que envolva plenamente a comunidade educativa: FMA, docentes, estudantes, colaboradores, pais de família e todos aqueles que compartilham o carisma salesiano.

Por outro lado, esta experiência de comunhão deixou um fantástico desafio, que é o desafio da Educomunicação como fundamento de todos os relacionamentos humanos, capaz de dar visibilidade à ação pastoral. O que se deseja é que este belíssimo encontro faça com que a Chinca se desenvolva ulteriormente em um crescendo de comunhão.

0 Comentários Escrever comentário

    Sem comentários
  • Escrever comentário