Notícia

Vida que se abre a novos horizontes

Roma (Itália) Immagine correlata a Vida que se abre a novos horizontes

Roma (Itália). Aconteceu, de 7 de outubro a 4 de novembro de 2017, a experiência do Projeto Mornese em língua portuguesa. Foi uma experiência de encontro com as raízes e as fontes carismáticas neste hora dos 140 anos da Primeira Expedição Missionária das Filhas de Maria Auxiliadora e do Bicentenário do nascimento do salesiano Pr. Domenico Paquale Pestarino, diretor espiritual de Madre Mazzarello e da primeira comunidade.

As participantes declaram: «Para nós foi um modo de reavivar a alegria da vocação e da consagração. Somos um grupo de 11 FMA de língua portuguesa, vindas de três países: Timor Leste, Moçambique e Brasil, coordenadas por Ir. Lucia Nair Tironi, BPA e por Ir. Ana Cleiba Palheta Lima, BMA e Ir. Carmen Figueroa de Porto Rico, coordenadora geral do Projeto Mornese, integrando a comunidade do Colégio de Mornese. Tivemos a alegria da presença e participação do brasileiro, Pe. Sérgio Ramos de Souza, SDB, que acompanhou a etapa de Mornese.

A nossa vocação nasceu de um profundo sentido de vida eclesial, assim como eram as experiências de Dom Bosco e de Madre Mazzarello. Esta convicção nos levou a renovar nosso compromisso de consolidar nossa inserção em uma Igreja local e, neste momento particular, ser Igreja “em saída”, como nos pede o Papa Francisco, para dar nossa vida aos jovens mais pobres, como fizeram nossos Fundadores.

Desta forte experiência eclesial vivida em Roma partimos para chegar às fontes carismáticas do Instituto, e aprofundar os valores de nossa espiritualidade e missão. Foi grande a emoção de sentir como Dom Bosco está vivo e atual e como Madre Mazzarello soube acolher as inspirações do Espírito Santo, que a prepararam para o mesmo sonho carismático em favor das jovens. Os dois grandes Santos perceberam as exigências reais dos jovens e souberam responder de forma adequada, antecipando os tempos, vivendo intensamente a filiação a Maria Auxiliadora, que, desde a infância deles, indicou os caminhos para que se tornassem instrumentos de salvação para a juventude mais pobre.

Nós, Filhas de Maria Auxiliadora, sentimos a alegria de seguir Jesus Cristo, que nos convida a caminhar junto com os jovens e os leigos, como fizeram Dom Bosco e Madre Mazzarello e muitas de nossas irmãs. Portanto, nós nos comprometemos a renovar a paixão pela missão educativa, com a evangelização em nossas diversas realidades, de modo que os jovens possam crescer como “Bons cristãos e honestos cidadãos”».

0 Comentários Escrever comentário

    Sem comentários
  • Escrever comentário